Exclusivo para assinantes

Nomes de casada 775915

Por outro lado, hoje em dia, é o marido que pode adotar o nome da família da mulher. E mais: é possível até mesclar os sobrenomes. O artigo 1. Se o casal optar por mesclar os sobrenomes, a ordem deve ser a mesma para os dois. Leia também: Dar pitaco em briga de marido e mulher é desrespeito à lei. Se arrependeu do nome que escolheu na hora de casar? Quer incluir um sobrenome ou fazer uma mescla? A estimativa é que leve pelo menos seis meses. E como fica quem teve o registro errado ou nome constrangedor no registro de nascimento?

Pode ter acontecido dentro da sua domicílio ou com alguém próximo. A série de tweets resultou em nada menos do que 45 tópicos. Ao Conjur , Rodrigo Cunha Pereira afirma que a mudança de sobrenome deve ser tratada com cautela pelo casal. O nome é um dos principais identificadores do sujeito e constitui, por isso mesmo, um dos direitos essenciais da personalidade. Com o advento do Regulamento da Mulher Casada, tornou-se facultativo, mas ainda prerrogativa exclusiva do sexo feminino. Apenas em o marido teve o direito de acrescer o sobrenome da mulher. Algo pouco frequente nos existência de hoje. Detalhe, antes de , a perda do nome de combinado era obrigatória.

Erika Nicodemos. Quais as consequências e burocracias envolvidas na troca de nome? Mais da vigência da lei civil em vigor, a mulher era obrigada a acrescentar, ao seu sobrenome, após o casamento, o nome de família do marido. Atualmente, o Código Civil autoriza que qualquer dos nubentes acrescente o sobrenome do futuro cônjuge ao seu nome de família. Inclusive, ambos podem acrescer, ao seu sobrenome, o do nome de família do outro.

Leave a Reply

Your email address will not be published.